terça-feira, 9 de dezembro de 2008

ENERGIA NUCLEAR

É um malmequer,
geneticamente alterado...

"Se não se tivessem apagado aquele incêndio nos primeiros dias, a radiação ter-se-ia espalhado, Hoje não se poderia viver na Europa."
Svetlana Alexievich


Sim! Não! Pró? Contra?
Parece óbvio: Não! E contra!
Já passaram 20 anos mas não se pode esquecer!

Para a revista Mais Valia.

4 comentários:

Henrique disse...

Como é possível dizer um aberto não ao nuclear?

Não é possível que por causa de um acidente (http://en.wikipedia.org/wiki/Chernobyl_accident) isolado ponhamos de parte a opção nuclear.

Deixo aqui alguns números:
- providencia 15% da electricidade a nivel mundial;
- França tem 59 centrais nucleares (http://en.wikipedia.org/wiki/Nuclear_power_in_France), practicamente todas a operar desde 1970, sem nenhum acidente registado.

NUNO FONSECA disse...

Claro que sim!
Claro que é possível pôr de parte este género de energia altamente poluente, quando há uma serie de fontes de energia alternativas bastante eficazes.
Claro que é possível fazê-lo por causa de um tremendo acidente isolado.

Carlos Dias disse...

Depois do que aconteceu em Chernobil (a cidade Pripyat, de 200 mil habitantes, continua inabitada), Three Mile Island, Sellafield, Harrysburgh e muitos outros acidentes (http://www.johnstonsarchive.net/nuclear/radevents/radaccidents.html) sou frontalmente contra o nuclear. Para além disso, defendo o que diz Rex Weyler: "We can achieve a richer life without mining the planet to death and strapping future generations with our toxic garbage [including nuclear waste]."

Carlos Dias

Nuno Fonseca disse...

E mais uma vez se prova como é perigoso.

 
Add to Technorati Favorites